Tranduza (Translate)

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Endometriose

 

Tradução do artigo presente no site do mestre e PhD, editor do Serviço de Notícias da Medicina Ortomolecular e membro do conselho editorial do Jornal de Medicina Ortomolecular, Andrew W. Saul, em 15/02/2016.

"Fui diagnosticada com endometriose há cerca de 6 anos. Foi-me dito pelo meu ginecologista para tomar pílulas anticoncepcionais e para me submeter à uma cirurgia, que não seriam uma correção permanente. Sabendo que não havia como viver em dor crônica e não querendo ter hormônios sintéticos afetando o meu corpo, procurei por toda a parte por um tratamento naturopata ou por curas. Eu tomei hormônios naturais, bebidas, fiz dietas e assim por diante. Gastei centenas de dólares que eu realmente não tinha condições para gastar durante 18 meses e ainda estava com dor. Decidi procurar seu site, porque eu já vinha tratando minhas alergias extremas com a vitamina C, antes de saber que tinha endometriose. O seu site sugeriu o selênio, que é um dos minerais menos caros se pode comprar. Senti e soube a diferença dentro de algumas semanas: menos ou nenhuma dor. Tive ciclos menstruais normais e os meus problemas hormonais foram quase completamente curados."

Selênio 
Em bovinos, a endometriose pode ser devido à deficiência de selênio. Visto que sua vaca não pode dar-lhe leite algum sem ter um filhote primeiro, bovinocultores de leite sabem bem suplementar o alimento de todas as vacas com selênio. Isto normalmente é realizado com um tablete com multiminerais do tamanho de um forno de micro-ondas. Ok, é um bloco de sal enriquecido com minerais (afinal de contas, o sal é um mineral ...) que vacas podem lamber a qualquer hora que quiserem.
As humanas deveriam suplementá-lo também, mas não o fazem.
Nós procedemos desta forma para fornecer selênio para o gado, especialmente em regiões geográficas que têm o solo pobre em selênio (estado de Nova York é apenas uma delas). 

Os fazendeiros de gado leiteiro simplesmente devem ter vacas saudáveis, férteis, que concebam crias com facilidade, com uma gestação tranquila, sem complicações no parto dos filhotes do rebanho. A economia é óbvia: o fazendeiro não pode se dar ao luxo de proceder de outra forma, um rebanho com endometriose seria a falência do negócio.
 
Mulheres com endometriose, por outro lado, significam um sucesso econômico para todos os muitos, muitos sistemas que há para capitalizar, tirar proveito de sua doença. Médicos, enfermeiros, pessoal de apoio, cirurgiões, hospitais, administradores, planos de saúde, seguradoras, fabricantes de produtos farmacêuticos, os vendedores de drogas farmacêuticas, e muitos outros empregos dependem da doença das pessoas. O útero sempre foi irresistível à medicina do dinheiro, e, com cerca de meio milhão de histerectomias desnecessárias anualmente, diria que pouco mudou.
O segredo para a endometriose é vê-la como ela é: um resultado final da desnutrição.
Fazendeiros veem isso. Os médicos não.
 
As vacas são vegetarianas que comem alimentos crus e que obtêm seus minerais a partir de grãos, folhas verdes e de suplementos minerais fornecidos preventivamente por fazendeiros de gado leiteiro inteligentes. Médicos e sua laia tentam tratar a endometriose 1) depois que ocorreu e 2) com drogas (farmacêuticas). A endometriose não ocorre devido à uma deficiência de droga (farmacêutica).
O segredo para esta doença é encontrado no curral.

O selênio provavelmente é importante para acabar com a endometriose, porque este importante mineral trabalha em conjunto com a vitamina E. A vitamina E é conhecida por assegurar que os animais tenham revestimentos uterinos saudáveis, desde a década de 1930. Há uma trilha de investigação sobre esta, tão longa quanto o seu braço. Portanto, a suplementação da dieta de uma mulher com 400 a 1.000 UI de vitamina E (natural) por dia (Balch, 1990, p 167), além de 100-200 microgramas (mcg) de selênio, é uma boa jogada.

Folato (ácido fólico)
 
Suspeito que a deficiência de folato seja a causa da endometriose. Até certo ponto, baseio esta opinião, mais uma vez, em vacas. E repito que as vacas são vegetarianas. Vegetarianas que comem alimentos crus.
O folato, no passado conhecido como vitamina B9, nomeado conforme os vegetais folhosos verde escuros, de onde foi extraído pela primeira vez.

"Folium" em latim significa folha. O ácido fólico contém três partes: ácido glutâmico, ácido pteróico e ácido para-aminobenzóico (PABA). O ácido fólico é uma importante coenzima no seu corpo o que ajuda a transportar unidades de carbono relacionadas e necessárias para a síntese de purinas e pirimidinas contendo nitrogênio, as quais são essenciais para a síntese de nucleótidos... que compõem o seu RNA e DNA. O folato também é necessário para sintetizar a heme (a parte não proteica que contém ferro da hemoglobina) para as células vermelhas do sangue
 
Pouquíssimo ácido fólico causa anemia megoblástica nutricional (que são grandes células vermelhas imaturas no sangue que não conseguem transportar o oxigênio adequadamente). Isto é especialmente importante durante situações de crescimento, tais como a gravidez e a infância.
 
Vacas obtêm bastante ácido fólico, porque comem muita folhagem (folhas verdes, como o pasto). Elas também são felizmente livres de um "ladrão" silencioso de folato: a pílula anticoncepcional. Contraceptivos orais aumentam dramaticamente (pelo menos o dobro) a necessidade de ácido fólico nas mulheres. Doenças, em geral, aumentam a necessidade de ácido fólico.
 
Meninas adolescentes, em particular, são susceptíveis a apresentarem deficiências de ácido fólico (Williams, 6ª, p 245) Por que? Porque os alimentos que são fontes de folato são muitas vezes bastante impopulares. Eles são:
1. vegetais folhosos verdes (Os adolescentes AMAM estes. Só que não.)
2. carnes de órgãos ( "Legal!")
3. aspargos ( "McAspargos! O meu fast food favorito!")
 
É provável que, durante o período de crescimento pré-adulto, quando elas mais necessitam, as adolescentes não estejam obtendo a quantidade adequada de ácido fólico através da alimentação. Adolescentes do sexo feminino atingindo a menarca (início da menstruação) são, portanto, desnutridas. A subnutrição do folato é provavelmente um dos fatores da endometriose.

Outros nutrientes que Dr. James F. Balch recomenda para a endometriose incluem a vitamina C em quantidade, vitaminas do complexo B, os ácidos graxos essenciais (encontrados na lecitina ou no óleo de prímula), ferro, iodo, cálcio e magnésio (Balch, p 167).

Sua argumentação concisa a respeito da endometriose (páginas 165-168) inclui uma discussão da teoria de que a endometriose possa realmente ser uma "deficiência congênita não reconhecida." Se isso for verdade, a correção cirúrgica pode ser necessária. Mas, da mesma forma, se for verdade, a prevenção deve ser enfatizada. Uma vez que não há dúvida alguma de que a desnutrição causa defeitos de nascimento, uma revisão da alimentação faz sentido. O que é bom para as novilhas é bom para os seres humanos. Eu voto para uma dieta similar a dos bovinos.

Folhas de framboesa são ricas em magnésio e possuem uma longa tradição na utilidade uterina. Tenho visto chá de folhas de framboesa reduzirem os problemas de gravidez e tempos de parto nos seres humanos. Nós alimentados nosso coelho com pilhas de folhas de framboesa, que nos recompensa com dez filhotes, que nascem praticamente ao virarmos as costas. Esta é uma ninhada grande, mesmo para um coelho.
Gravidez e endometriose não estão necessariamente relacionadas nesta ordem: não se sabe ao certo qual influencia a outra. Mas creio quanto menos certeza nós tivermos, mais deveríamos olhar para a natureza para termos os nossos exemplos.

Observações minhas, Sílen:
 
  • A vitamina E natural (tocoferol no Brasil) com tocoferóis mistos é mais eficaz e ainda não consegui encontrar nas doses indicadas em nosso país. Compro a minha no site Iherb, esta não é transgênica e dura 6 meses e 10 dias (1 softgel contém 400 UI de vitamina E natural com tocoferóis mistos).
  • O selênio pode ser obtido com o consumo diário de castanhas do Pará, previamente deixadas de molho na água filtrada por 8 a 12 h, enxaguadas, armazenadas na geladeira e consumidas em até 3 dias ou com o suplemento de selenometionina na dose indicada acima (como este). O selenito e selenato de sódio são formas nocivas do selênio (fonte).
    Segundo esta fonte, cada castanha do Pará contém 50 mcg de selênio.
  • Aqui explica como comprar na Iherb e tem um código de desconto. 
  • Este polivitamínico e minerais, Source Naturals, Mega-One, No Iron, 60 Tablets, muito melhor e mais concentrado o que Centrum, sem corantes artificiais com duração de 2 meses por US$ 9.80 mais frete de US$ 4.00. Clique aqui e ganhe um desconto de 10% em sua primeira compra. Ele não contém fermento, leite, ovo, glúten ou trigo, nem sal, açúcar, conservantes ou corantes artificiais, nem sabor ou fragrância.
    Este polivitamínico é um pouco melhor.
  • As vitaminas lipossolúveis (solúveis em gordura), como as vitaminas D3, E, K2, são melhor absorvidas se tomadas após refeições (com gordura).

Referências:

http://www.doctoryourself.com/endometriosis.html

Balch, J. e Balch, P. (1990) Prescrição de Cura Natural (Prescription for Nutritional Healing). Garden City Park, New York: Avery.
Williams, Sue R. (1989) Nutrition and Diet Therapy (Nutrição e Dietoterapia), sexta edição. St. Louis: Mosby.

Copyright 2005, 2003 e anos anteriores por Andrew W. Saul. 

Andrew Saul é o autor dos livros FIRE YOUR DOCTOR! How to be Independently Healthy (avaliação dos leitores em http://www.doctoryourself.com/review.html ) e DOCTOR YOURSELF: Natural Healing that Works. (revisado em http://www.doctoryourself.com/saulbooks.html )