Marcadores

Tranduza (Translate)

Mostrando postagens com marcador Vitamina C. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Vitamina C. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Absorção da Vitamina C em Megadoses

Tradução Livre do artigo do site do dr. e mestre Andrew Saul por Sílen Cremonese em 20/09/2018.
 
Erros no artigo do JAMA sobre a Vitamina C
Por Scott Roberts

O artigo de 21 de abril de 1999 da American Medical Association sobre vitamina C, de Mark Levine, et al tentaram mostrar, por dados sanguíneos e urinários, que a vitamina C em doses superiores a 100 a 200 mg / dia não tem benefício útil em humanos. O artigo é importante, porque se esforça para orientar a nova dose diária recomendada de vitamina C para apenas 100 a 200 mg / dia. O artigo pode ser visto em http://jama.ama-assn.org/issues/v281n15/full/jsc80392.html.

A gravidade da inadequação do artigo pode ser vista pelas seguintes observações: O artigo cita um artigo de 1997 para afirmar que a vitamina C em doses de grama não tem lugar no tratamento de resfriados, ignorando um artigo de fevereiro de 1999 do MESMO PESQUISADOR que alegou 2 g / dia reduzem a duração dos resfriados em 26%. O resumo dessa referência está incluído abaixo. Pauling alegou que a vitamina C teria seu maior efeito sobre o resfriado comum quando um grama era tomado a cada hora, em vez de apenas uma vez por dia.

O artigo recomenda uma RDA de 100 a 200 mg / dia com base em argumentos quase inteiramente teóricos, em vez de citar muitos estudos do mundo real que mostram benefícios substanciais para a saúde em níveis superiores a 1 g / dia (incluindo numerosos estudos sobre doenças específicas realizadas em nos anos 1940 e 1950 - veja o livro de 1971 de Irwin Stone "O Fator de Cura: Vitamina C Contra a Doença", publicado na íntegra em http://vitamincfoundation.org/stone/.
Na internet, um artigo sobre altas doses pode ser encontrado em http://www.orthomed.com/klenner.htm e http://www.garynull.com/documents/vitaminc.htm
 
Pela própria admissão do artigo, recomenda-se uma dose diária recomendada de 100 a 200 mg / dia com base na manipulação de dados malfeita. Os autores escolheram aferir a concentração plasmática (no sangue) no estado estacionário após a ingestão, em vez das concentrações reais, porque o cálculo das concentrações reais era "muito complexo". A partir da leitura do texto, pode-se pensar que 60 micromoles / L no sangue é o máximo que se poderia alcançar (o que resulta da ingestão de 100 a 200 mg / d). No entanto, fazendo uma estimativa de seu gráfico inferior na figura 3, os dados indicam que, se 1.000 mg forem tomados 4 vezes por dia (a recomendação mínima de vários especialistas em nutrição popular, como Dr. Whitaker, Dr. Cathcart, Dr. Hoffer, Dr. Pauling, Dr. Klenner e Irwin Stone), a média seria de aproximadamente 180 micromol / L. Certamente, um pouco mais de cálculo (ou mesmo alguma estimativa) teria valido o esforço para mostrar um aumento de 3 vezes!

Os dados sanguíneos e urinários utilizados pelos autores para dar suporte à quantidade máxima diária recomendada de 100 a 200 mg / d, são considerados melhores que os dados anteriormente disponíveis. Os dados e argumentos do artigo do JAMA têm 20 anos. Linus Pauling em seu livro de 1986, "Como viver mais e sentir-se melhor", usou quase exatamente os mesmos dados de sangue, urina e absorção (p. 108-112) para tratar exatamente os mesmos equívocos, mostrando que 140 mg / deveria ser considerado um valor mínimo absoluto em vez de um máximo. Pauling acreditava que a faixa ideal de vitamina C para a maioria das pessoas seria entre 3 e 20 g / d.

Os autores não pareciam incomodados ou espantados com o fato de suas alegações indicarem que os humanos precisam de 10 a 100 vezes menos vitamina C do que quase todos os outros animais do planeta (ajustados para o peso corporal). Os gorilas obtêm 20 a 40 vezes mais em sua dieta e o equivalente em RDA para macacos também é cerca de 20 a 40 vezes maior do que os autores recomendam para humanos. Por que a RDA é tão baixa para humanos e tão alta para macacos?

Os autores não dão nenhuma explicação fisiológica do porquê acreditam que os seres humanos são tão únicos entre os reinos animais que têm doses relativamente pequenas (1 g / d) de vitamina C como "tóxica". Tal dose nunca provocou efeito adverso algum à saúde de humanos (além daqueles que são sensíveis a ela e apresentam diarreia temporária). O artigo discute o aumento da absorção de ferro e produção de oxalato, mas nenhum caso em um ser humano prejudicado é relatado. O nível "tóxico" sugerido pelo artigo para humanos é aproximadamente o mínimo necessário para todos os outros animais. Outros grandes mamíferos sacrificam de 2% a 4% de sua energia alimentar diária para produzir vitamina C em concentrações 10 a 20 vezes maiores do que o artigo considera "tóxico", mostrando que não só não é tóxico, mas que é mais importante do que ter um pouco de comida extra!" 
 
TÍTULO: Suplementação de vitamina C e sintomas de resfriado comum: fatores que afetam a magnitude do benefício. AUTORES: Hemila H AFILIAÇÃO DO AUTOR: Departamento de Saúde Pública, Universidade de Helsinque, Finlândia. Med Hypotheses 1999 Feb; 52 (2): 171-8 CITAÇÃO IDS: PMID: 10340298 IU: 99271657  
RESUMO: Ensaios controlados por placebo mostraram que a suplementação de vitamina C diminui a duração e a gravidade de infecções por resfriado comum. No entanto, a magnitude do benefício tem variado substancialmente, dificultando conclusões sobre o significado clínico da vitamina. Neste artigo, 23 estudos com suplementação regular de vitamina C (> ou = 1 g / dia) foram analisados para encontrar fatores que podem explicar parte da variação dos resultados. Verificou-se que, em média, a vitamina C produz maiores benefícios para as crianças do que para os adultos. A dose também pode afetar a magnitude do benefício, havendo em média um benefício maior de> ou = 2 g / dia em comparação com 1 g / dia da vitamina. Em cinco estudos com adultos nos quais foi administrada vitamina C 1g / dia, a diminuição mediana da duração do resfriado foi de apenas 6%, enquanto em dois estudos com crianças com administração de 2 g / dia, a diminuição mediana foi quatro vezes maior, 26%. Os ensaios analisados neste trabalho usaram a suplementação regular de vitamina C, mas é concebível que a suplementação terapêutica iniciada precocemente no início do episódio de resfriado possa produzir benefícios comparáveis. Como poucos estudos examinaram os efeitos da suplementação terapêutica e seus resultados foram variáveis, mais ensaios terapêuticos são necessários para examinar o papel da vitamina C no tratamento de resfriados.

Alguns escritores afirmaram que o excesso de vitamina C é excretado imediatamente. Levando 5 horas para a concentração sanguínea de vitamina C cair para níveis que ainda são 2 vezes mais altos do que os níveis normais de estado estacionário, não é o que eu chamaria de excreção "imediata". Duas horas após a dose, a concentração de vitamina C é quase 4 vezes maior do que os níveis estacionários. Estes dados são para 1250 mg (de vitamina C). Para provar minhas declarações, veja a figura 3 na referência e o parágrafo 2 da página 1418 no arquivo PDF.

Se alguém toma grandes doses de vitamina C, não deve simplesmente parar. O corpo alterou sua taxa de absorção e leva um tempo para reajustar. Deve-se diminuir gradualmente as grandes doses. Linus Pauling acreditava no efeito "rebote do escorbuto". Ele disse que você ficaria mais suscetível a resfriados, se pulasse mesmo que fosse um dia (se você tomasse grandes doses habitualmente). Curiosamente, o artigo do JAMA diz que é um mito.

Ponto de vista pessoal (do Ph.D e mestre Andrew Saul):

Algumas personalidades dos críticos da vitamina C lembram-me um pouco de mim antes de começar a tomar doses normais de pó de ácido ascórbico (16 gramas / dia em 4 copos de suco de uva ou de laranja). Meus exames anuais não mostram nenhuma alteração nos metais. Colesterol  caiu de 210 para 160. O nível de estresse despencou. Ainda tenho um resfriado uma vez por ano, mas meu nariz nunca fica congestionado. Eu costumava sempre ter caixas de lenços de papel em lugares como meu carro, gaveta, cômodo e quarto, mas agora eu nunca preciso deles.

Há também um surpreendente sentimento de bem estar. Eu não posso compará-lo a nada - só me faz sentir melhor. Dura pelo menos uma hora e muitas vezes até 2 horas, de acordo com a figura 3 do artigo do JAMA. Isto provavelmente ocorre com níveis de vitamina C acima de 400 micromoles / L no plasma que causa a sensação de bem estar (em mim, não necessariamente em outros). É como se a pressão na minha cabeça fosse reduzida. Sinto um alívio no estresse e me relaxa. A sensação de bem estar é mais forte quando fico um intervalo maior de tempo sem tomar outra dose (de vitamina C). Eu tomo as grandes doses, porque faz me sentir melhor, e não porque é bom para minha saúde. Percebo que não estou me sentindo bem e digo: "Hmmmm, 4 gramas com certeza 'darão conta do recado' agora". Mesmo que não tenha suco disponível, coloco o pó de ácido ascórbico na água e aguentar a acidez. A propósito, é menos ácido que os refrigerantes à base de cola, mesmo com 10 gramas por copo de água.

Editado e reimpresso com a permissão de Scott Roberts scottr@mindspring.com 2 de dezembro de 1999
http://heelspurs.com Heel Pain: Heel Spurs and Plantar Fasciitis

Comentário adicional de Andrew W. Saul:
 
Lojas de desconto e até mesmo lojas de alimentos saudáveis (dos EUA) têm ofertas de vitamina C. Em Rochester, NY (e outras cidades, certamente) há uma loja de produtos naturais vendendo cristais de ácido ascórbico por cerca de US $ 16 por libra. Meu filho e minha filha (tomam  megadoses de vitamina C desde a infância até a época em que entrarem na faculdade e não tomaram uma dose sequer de qualquer antibiótico ... Vou colocar a carteira cheia de fotos de lado agora; perdoe-me) encontraram vitamina C em uma cadeia de nutrição por pouco mais de dois centavos por grama, em comprimidos. Isso é ainda mais barato do que (o antibiótico novo, caro e com efeitos colaterais escondidos) "Cipro"! Durante a doença, doses ainda mais frequentes são indicadas (fontes abaixo para os interessados). Tomar vitamina C a cada dez minutos não é muito frequente durante a gripe.

A experiência do Sr. Roberts com a vitamina C é tão semelhante à minha que vou concluir apenas com um "aprovado".


O Guia Clínico do Dr. Frederick R. Klenner para o Uso da Vitamina C é publicado em sua totalidade em: http://www.seanet.com/~alexs/ascorbate/198x/smith-lh-clinical_guide_1988.htm

O texto completo do livro de Irwin Stone, O Fator de Cura: Vitamina C Contra a Doença, está agora disponível para leitura livre em:
http://vitamincfoundation.org/stone/  
 
 
Fonte:
 

quarta-feira, 25 de julho de 2018

Como Fazer Ascorbato de Sódio

Cómo Hacer Ascorbato de Sodio
Algumas pessoas com estômagos sensíveis, gastrite ou úlcera não conseguem tolerar o ácido ascórbico (vitamina C) e neste caso, a adição de bicarbonato de sódio é provavelmente a maneira mais fácil de tamponar a solução. A Fundação Vitamina C explica que a massa total de bicarbonato de sódio no sangue de um humano adulto é tipicamente em torno de 10 g. 

Qualquer excesso de bicarbonato de sódio é excretado pelos rins. Dissolver ácido ascórbico e bicarbonato de sódio em água produz uma solução de ascorbato de sódio e ácido carbônico, que libera dióxido de carbono na água. (Então você tem ascorbato de sódio em água com gás). O ascorbato de sódio foi administrado por via intravenosa em doses de até 50 g, sem efeitos adversos. 

Quando o bicarbonato de sódio é tomado com ácido ascórbico na proporção correta, esta mistura não perturba o pH do sangue. É por isso que é importante não tomar mais bicarbonato de sódio do que o necessário para neutralizar o ácido ascórbico. 

Para cada 1 colher de chá de ácido ascórbico (este), adicionar aproximadamente ½ colher de chá de bicarbonato de sódio P.A. (encontrado em farmácias). Essa é uma proporção de 2: 1, em massa. O ascorbato de sódio é bem tolerado porque o íon sódio é abundante na corrente sanguínea, mais do que os íons magnésio ou cálcio, por exemplo. 
Para quem quiser adquirir o ascorbato de sódio ao invés de prepará-lo, clique neste link.

Fonte:

http://www.hhhummingbirds.com/ascorbic-acid-2

sábado, 2 de junho de 2018

Terapia para Dependência de Drogas, Álcool, Cafeína e Açúcar por Reagan Houston

Source Naturals, Vitamina C, 8 oz (226,8 g)
Tradução do artigo do Serviço de Notícias de Medicina Ortomolecular (OMNS) em 02/06/2018

(OMNS 21 de outubro de 2014) Em 1977, Alfred Libby e Irwin Stone (1, 2) perceberam que o vício é tanto uma doença quanto uma má nutrição. Tendo perdido o apetite, os dependentes estão deficientes em vitamina C, outras vitaminas, minerais e proteínas. A genética e certamente estilo de vida ruim podem ter contribuído para a doença, mas a terapia médica convencional é quase inútil até que sua nutrição seja restaurada. Em um teste, doses muito altas de vitamina C deram uma cura temporária a 30 de 30 viciados em drogas. Observou-se que a vitamina C foi é um remédio fácil, rápido e indolor. Ewan Cameron (3) tratou pacientes com câncer em doses elevadas de analgésicos opiáceos. Quando a vitamina C parou a dor de cinco pacientes com câncer, os pacientes não queriam morfina. Importante, eles não tiveram sintomas de abstinência. Stone sugeriu que o ascorbato imita a morfina e provavelmente se encaixa nos locais receptores de opiáceos.
 

Protocolo de Libby e Stone para viciados em drogas:
  •    Trabalhe com seu médico e interrompa a ingestão de todos os medicamentos ou metadona.
  •     Dissolva 25 a 85 gramas (25.000-85.000 miligramas) de pó de ascorbato de sódio (este) no leite e deixe o paciente beber durante o dia.
  •     Ajuste a dose de ascorbato para mais ou para menos de acordo com a ingestão estimada de droga. Continue a ajustar a dose para quase provocar fezes soltas (quando o estômago roncar ou houver gases).
  •     Dê um polivitamínico, um comprimido de minerais, vitamina E e proteína em pó. As doses foram amplamente variáveis e ajustadas para cada paciente.
  •     A vitamina C foi iniciada o mais cedo possível e administrada em muitas doses divididas ao longo do dia. Outros itens também foram dados em doses divididas.
  •     Continuar a dose completa por 4 a 6 dias e, em seguida, diminuir lentamente a vitamina C para 10.000 a 30.000 mg / dia. Continuar com as doses mais baixas indefinidamente ou conforme necessário.

O que aconteceu com os pacientes após o início da suplementação com vitamina C?


    Um paciente incoerente tomou 30.000 mg de vitamina C. Em 45 minutos ele conseguiu manter uma conversa normal.
    Após 12 a 24 horas, o apetite começou a retornar, a agilidade mental e a acuidade visual foram melhoradas.
    O paciente ficou espantado como o tratamento funcionou sem o uso de outro narcótico.
    Após 2 ou 3 dias, o paciente sentia-se bem e ele (a) conseguia dormir.
   
Um paciente tomou 45.000 mg de ascorbato de sódio no leite. Cinco horas depois, ele usou uma dose pesada de heroína, mas não sentiu nenhum efeito da droga. Notavelmente, a vitamina C tinha feito seu desejo por drogas acabar. (1)

Repetindo: Libby e Stone demonstraram um método simples, mas eficaz, de curar temporariamente 30 de 30 viciados em drogas, independentemente do tipo de droga. Sua cura é temporária, uma vez que os pacientes foram acompanhados por apenas 30 dias. Assim, não houve tempo para avaliar e tratar as causas básicas dos vícios. No entanto, o tratamento para causas básicas pode prosseguir com maior expectativa de sucesso, uma vez que os pacientes se tornaram adequadamente nutridos.

(Reagan Houston, MS, PE (Engenheiro Químico Profissional), 91 anos, toma suas vitaminas. Seu exercício diário geralmente inclui três lances de escada em cerca de 50 segundos. Seu site é http://www.cancertherapies.org.)


Referências:

1. Libby AF and Stone I. The Hypoascorbemia-Kwashiorkor approach to drug addiction: a pilot study. Orthomolecular Psychiatry. 1977; 6(4): 300-308. Read the complete article at http://orthomolecular.org/library/jom/1977/pdf/1977-v06n04-p300.pdf or Google: "Libby Stone drug addiction 1977."
2. Stone I. The Healing Factor: Vitamin C against Disease. 1972, New York. Free full text at http://vitamincfoundation.org/stone/ .
3. Cameron E & Baird GM. Ascorbic acid and dependence on opiates in patients with advanced disseminated cancer. J International Research Communication. 1973; 1(6):33.

Nutritional Medicine is Orthomolecular Medicine

Orthomolecular medicine uses safe, effective nutritional therapy to fight illness. For more information: http://www.orthomolecular.org

Find a Doctor

To locate an orthomolecular physician near you: http://orthomolecular.org/resources/omns/v06n09.shtml
The peer-reviewed Orthomolecular Medicine News Service is a non-profit and non-commercial informational resource.

Editorial Review Board:

Ian Brighthope, M.D. (Australia)
Ralph K. Campbell, M.D. (USA)
Carolyn Dean, M.D., N.D. (USA)
Damien Downing, M.D. (United Kingdom)
Michael Ellis, M.D. (Australia)
Martin P. Gallagher, M.D., D.C. (USA)
Michael Gonzalez, D.Sc., Ph.D. (Puerto Rico)
William B. Grant, Ph.D. (USA)
Michael Janson, M.D. (USA)
Robert E. Jenkins, D.C. (USA)
Bo H. Jonsson, M.D., Ph.D. (Sweden)
Peter H. Lauda, M.D. (Austria)
Thomas Levy, M.D., J.D. (USA)
Stuart Lindsey, Pharm.D. (USA)
Jorge R. Miranda-Massari, Pharm.D. (Puerto Rico)
Karin Munsterhjelm-Ahumada, M.D. (Finland)
Erik Paterson, M.D. (Canada)
W. Todd Penberthy, Ph.D. (USA)
Gert E. Schuitemaker, Ph.D. (Netherlands)
Robert G. Smith, Ph.D. (USA)
Jagan Nathan Vamanan, M.D. (India)
Atsuo Yanagisawa, M.D., Ph.D. (Japan)
Andrew W. Saul, Ph.D. (USA), Editor and contact person. Email: omns@orthomolecular.org This is a comments-only address; OMNS is unable to respond to individual reader emails. However, readers are encouraged to write in with their viewpoints. Reader comments become the property of OMNS and may or may not be used for publication.


Fonte:

http://orthomolecular.org/resources/omns/v10n17.shtml

quarta-feira, 23 de maio de 2018

Receita de Balinha de Gelatina de Vitamina C

 

Minha bebê de 1 ano e 5 meses amou a receita. Dou a ela 1/2 gummie (ou balinha de gelatina) 3 ou 4 vezes ao dia para aumentar a imunidade.


Se seu filho achá-la sem açúcar, pode adicionar à receita 1 colher de sobremesa de açúcar de coco ou de mel.

Veja os seguintes posts sobre a vitamina C: Como Fazer a Suplementação da Vitamina C para Doenças e Habitualmente e Megadoses de Vitamina C Cientificamente Comprovadas Curam Mais de 30 Doenças Graves 


Materiais necessários:
  • Copo medidor;
  • Panela (de preferência de cerâmica ou de vidro);
  • Forma de gelo de silicone (como esta);
  • Colher de Pau;
  • Colher de chá.

Ingredientes:

  • 80 ml de suco de uva integral (orgânico);
  • 1 pacote de 12 g de gelatina incolor;
  • 1 4/5 colheres de chá de vitamina C em pó ou 7500 mg ou 7,5 g de vitamina C pesados em uma balança de precisão. Uso esta vitamina C;

Modo de Preparo:

  1. Acrescentar 7,5 gramas de pó de ácido ascórbico a 40 ml de suco de uva e reservar.
  2. Dissolver a gelatina incolor em 40 ml de suco de uva em uma panela e aquecer em fogo baixo até ficar homogêneo;
  3. Desligar o fogo, acrescentar o suco com ácido ascórbico previamente diluído e reservado e mexer bem.
  4.  Despejar em uma forma de silicone e levar à geladeira até solidificar
  5. Após isto remover da forma e guardar um uma vasilha de vidro com tampa na geladeira e consumi-los entre 7 a 10 dias.
A receita utilizando a forma do link, faz 15 gummies contendo aproximadamente 500 mg de vitamina C cada.